Blog Mariando
O maior mito sobre a mulher independente http://viktorhanacek.com/

O maior mito sobre a mulher independente

Houve um tempo em que as mulheres eram submissas aos homens e viviam suas vidas às voltas com os filhos e os afazeres domésticos. Então vieram as feministas e todos os valores se alteraram: elas exigiram direitos iguais, chegaram ao mercado de trabalho e se tornaram independentes. Agora vivem o dilema entre esses dois mundos: o desejo de ser mãe e esposa e a vontade de conseguir sucesso na carreira.

Por muito tempo vivemos numa prisão e reprimimos nossos talentos, nossa liberdade e fomos muito abusadas, tanto sexualmente quando moralmente, como se fossemos seres inferiores.

A revolução das mulheres foi maravilhosa, conseguimos o direito ao voto, ao trabalho, ao sonho de uma carreira e até a possibilidade de empreender. Cargos de chefia começam a ser mais comuns nas empresas, enfim, tivemos o direito de escolher nossos caminhos, até mesmo o de não ser mãe.

Mas ainda assim algo precisa ser ajustado, algo precisa ser equilibrado, pois quisemos tudo isso para agregar nossa vida e colocar em prática nossos sonhos, não queremos abrir mão de ser mulher.

O que quero dizer com isso? Nós não queremos nos igualar aos homens, não queremos competir, queremos apenas ter o direito de escolha, mas parece que no momento que você tem o mesmo direito de um homem, perde o direito de ser tratada como mulher e com carinho, afinal você escolheu ser forte, não precisa de carinho! Não é assim?

FullSizeRender 1

Eu sou uma mulher moderna, forte, independente, não conto com a ajuda de ninguém, mas ainda assim quero ser cuidada, ser tratada com mimos, carinhos, quero ter uma família e ter um maridão ou um namoradão que abra a tampa do pote pra mim. Sim, nosso lado sensível é frágil e isso é lindo, nada para se envergonhar. Quero meu amor me poupando, facilitando minha caminhada, deixando mais leve a minha vida pra poder amá-lo, ser mais tranquila, grata, divertida e tudo mais.

Com todos os direitos conquistados, acabamos estressadas porque nos tornamos sozinhas, competitivas demais e esquecemos ser der mais sensíveis e femininas. Os homens muitas vezes se sentem ameaçados, com medo de uma mulher muito independente, a ponto de escolher deixar um relacionamento de lado para não se sentirem diminuídos e competitivos, a sociedade também cobra que o homem tem que ter mais que a mulher, aí fica difícil.

Mas aqui vai um recado muito importante pra os homens maravilhosos da nossa vida:

Homens maravilhosos, precisamos muito de vocês, acreditem! Queremos ser abraçadas no final do dia cheias de mimos! Queremos te contar sobre o nosso dia de vitória e conquista sem que isso seja uma ameaça pra vocês! Queremos te acompanhar na cerveja e conversar até o amanhecer e ainda ser uma mulher charmosa. Queremos ser mães, mesmo que contando mais com a ajuda de vocês hoje em dia do que antigamente. Queremos ser companheiras e não rivais. Queremos sair uma vez na semana com as amigas, sem haver traição no meio disso. Queremos nos sentir bonitas e interessantes pra nós mesmas, mas ainda assim dedicadas à vocês e à relação. Queremos e precisamos do amor, da atenção, da admiração e da parceria de vocês.

HNCK2481

Não nos tema. Se ganharmos mais do que vocês, tudo bem. Se formos mais fortes do que vocês eventualmente, tudo bem. Se tivermos uma opinião sobre algo, admire, quem sabe escute, a gente sabe das coisas de vez em quando. Se precisar da nossa ajuda, tudo bem. Se dividirmos a conta, tudo bem. O importante é o que alcançamos juntos sempre, como um time. Dois chegam mais longe que um. 

"If you want to go fast, go alone, but if you want to go foward, do it together"...@viagempara

Nos apoie e vocês terão uma mulher completa, àquela que queríamos ser desde o início da revolução, mas sozinhas a jornada é muito mais árida e dura, não precisa ser assim, não é mesmo?

O que achou? Se encaixa nisso tudo? Então compartilhe!

Última modificação em Sexta, 03 Junho 2016 07:17
Maria Carolina Mattos

Maria Carolina Mattos, formada em Marketing pela Universidade Paulista (UNIP) e MBA Executivo em Finanças pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Analista Financeiro, Blogueira e Empreendedora. Autora do blog Mariando, co-autora do blog Viagempara e fundadora da empresa de alimentos naturais NaturAll, além disso, mãe de uma menina linda de 11 anos ;)

Website.: www.mariando.com.br E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.