Blog Mariando
Antibiótico ou hormônio? O que tem no frango que você consome? https://pixabay.com/pt/users/Unsplash-242387/

Antibiótico ou hormônio? O que tem no frango que você consome?

Muito se fala sobre os hormônios inseridos na criação dos frangos, isso com certeza nos assusta e por isso trouxe algumas informações importantes ;)

Os especialistas dizem que é um mito, a lei veta o uso de hormônio de 2004, além de ser ilegal, estudos já mostraram que não existem vantagens técnicas nem econômicas para o uso.

E não é porque a indústria é boazinha, mas porque não funcionaria”, alerta Antônio Gilberto Bertechini, ph.D. em nutrição e fisiologia animal e professor titular da Universidade Federal de Lavras (Ufla). Segundo o pesquisador, os hormônios de crescimento têm configuração semelhante à insulina e teriam que ser aplicados todos os dias. “Imagine fazer isso em 6 bilhões de pintinhos alojados por ano. Do ponto de vista técnico, é humanamente impossível.” Já outros hormônios, como os esteroidais, semelhantes à testosterona, não teriam ação nos frangos. “Ele é abatido muito jovem. Não teria nem o receptor desse hormônio para que ele tivesse alguma resposta no organismo”, explica.

O que muda, então, no alimento produzido em larga escala ou artesanalmente? Qual o melhor frango para ser consumido: o de granja ou o “caipira”? Do ponto de vista da sanidade da carne, Tadeu Chaves de Figueiredo, professor e pesquisador do Departamento de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), defende o consumo do frango de granja. “Nem sempre o artesanal é um produto de boa qualidade sanitária e nem sempre o fato de esse frango ser criado solto, ciscando, quer dizer que ele está livre de um manejo incorreto na criação”, alerta o doutor em ciência animal. “O frango de granja é o frango certo para o consumo, pois é obtido em condições de produção e abate extremamente controladas”, explica.

Vamos ver então a diferenças entre as criações:

  • Industrializado

- Tem o peito mais desenvolvido. Pouco gorduroso, de carne macia, bem branca e sabor suave.
- Como é criado? Confinado, em áreas com 15 aves por m2.
- Do que se alimenta? Ração de ilho e soja; recebe antibióticos para prevenção e tratamento de doenças.
- Quando é abatido? Com 45 dias e até 3kg.

  • Orgânico

- De carne branca, como a do frango de granja, mas com sabor mais acentuado; também é menor em peso e tamanho.
- Como é criado? Confinado, mas com acesso a piquetes (área de pastejo), com 10 aves por m2.
- Do que se alimenta? Apenas milho e soja de origem orgânica; pode receber antibióticos para tratamento.
- Quando é abatido? Com 70 dias e 2,5kg.
- Criação 50% mais cara do que a do industrializado.

  • Caipira

- Como anda livremente, desenvolve mais fibras musculares, que deixam a carne avermelhada e mais firme. A alimentação livre resulta em sabor mais acentuado.
- Como é criado? Livre, com 2 aves por m2.
- Do que se alimenta? Ração, mas também pode comer capim e pedriscos; só recebe antibióticos para tratamento.
- Quando é abatido? Com 70 dias e 2,5kg
- Criação 25% mais cara do que a industrializado.

  • Sem antibióticos

- Semelhante ao frango de granja, apesar de um pouco menor e de crescimento mais lento; carne tenra, de sabor suave e cor clara.
- Como é criado? Confinado, sem acesso a piquetes, com 12 aves por m2.
- Do que se alimenta? Só ração; não recebe antibióticos (em caso de doença, é tratado com fitoterápicos e probióticos).
- Quando é abatido? Com 45 duas e 2,5kg.
- Criação 7% mais cara do que a industrializado.

Fonte: Antonio Gilberto Bertechini (zootecnista), Ariel Mendes (Associação Brasileira de Proteína Animal), Gerson Scheuermann (Embrapa Suínos e Aves) e Luiz Demattê (diretor industrial da Korin).
Gustavo Simon

Curtiu? Então continue Mariando!

Última modificação em Segunda, 12 Setembro 2016 18:28
Maria Carolina Mattos

Maria Carolina Mattos, formada em Marketing pela Universidade Paulista (UNIP) e MBA Executivo em Finanças pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Analista Financeiro, Blogueira e Empreendedora. Autora do blog Mariando, co-autora do blog Viagempara e fundadora da empresa de alimentos naturais NaturAll, além disso, mãe de uma menina linda de 11 anos ;)

Website.: www.mariando.com.br E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.