Blog Mariando

Aposentadoria - Você está providenciando a sua? (Parte 3)

Vamos falar agora neste post, as vantagens e desvantagens de uma previdência privada.

Muito legal ler os dois outros posts que complementam o mesmo assunto: (Parte 1) e (Parte 2)

Vantagens:

É um investimento criado para auxiliar às pessoas na hora de se aposentarem, é considerado de longo prazo, para além de 10 anos.

Na contratação do plano de previdência privada, a pessoa pode optar por serem feitas retiradas automáticas de sua conta e essas serem investidas diretamente na sua previdência, essa é uma alternativa muito boa para quem não consegue poupar por vontade própria e também para quem gosta de títulos de capitalização, que não são investimentos.

Uma das principais vantagens dos planos de previdência é a tributação, ou os impostos cobrados sobre os rendimentos, como é um investimento de longo prazo (acima de 10 anos) a taxa cobrada de Imposto de Renda chega a 10% dependendo de como foi feita a contratação do plano.

Ainda temos a vantagem de poder "mixar" os investimentos dentro de um plano de previdência, como assim? Hoje em dia é comum alguns planos investirem parte do dinheiro em renda fixa, parte no mercado de ações, mas sempre com o consentimento de quem está aplicando. Existe o limite de 49% para aplicações no mercado de ações.

Desvantagens:

Sobre os depósitos mensais realizados é cobrada uma taxa chamada de taxa de carregamento. Essa taxa é cobrada pelos bancos para cobrir os gastos com vendas dos planos e incide sobre o valor aplicado, reduzindo-o. Esta taxa de carregamento pode ser negociada dependendo do valor a ser aplicado e ela ainda pode diminuir com o tempo.

Além da taxa de carregamento ainda temos a taxa de administração que é a mesma cobrada em fundos de investimento e tem como finalidade remunerar quem está aplicando os recursos dos clientes no mercado de renda fixa e/ou variável.

Ao mesmo tempo que a alíquota de IR é uma das mais baixas do mercado para aplicações com mais de 10 anos (10%) é também a mais alta se for feita alguma retirada antes de 2 anos (35%).

Ao contrário do que as instituições financeiras falam e vendem, plano de previdência privada não deve ser usado como investimento de curto prazo!! O Imposto de Renda pode ser tão alto que até mesmo a poupança seria mais vantajosa dependendo do período a ser aplicado.

Continue Mariando!

Maria Carolina Mattos

Maria Carolina Mattos, formada em Marketing pela Universidade Paulista (UNIP) e MBA Executivo em Finanças pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Analista Financeiro, Blogueira e Empreendedora. Autora do blog Mariando, co-autora do blog Viagempara e fundadora da empresa de alimentos naturais NaturAll, além disso, mãe de uma menina linda de 11 anos ;)

Website.: www.mariando.com.br E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.