Blog Mariando
Inflação e Selic - Informe-se! http://pixabay.com/pt/users/777546-777546/

Inflação e Selic - Informe-se!

A inflação se caracteriza pela elevação persistente dos preços, que resulta na perda do poder de compra. Na prática, ela faz com que o nosso dinheiro tenha menos valor.

Quer um exemplo de como a inflação reage?

Se em janeiro você levar para casa 10 kg de carne pagando R$ 100 e a inflação no ano for de 10%, significa que em dezembro você vai comprar somente 9 kg com o mesmo montante. De acordo com o IBGE, a inflação acumulada em 2014 foi de aprox 6,50%. Embora estejamos longe dos números da hiperinflação que ocorreu em 1990, o período pede atenção extra com as finanças.

Por que a Inflação está tão alta no Brasil?

O Governo brasileiro criou muita renda com empregabilidade e os auxílios vindos de programas governamentais, como Bolsa Família e Minha Casa, Minha Vida. No entanto a produção não aumentou o suficiente para dar conta da procura que esse dinheiro em circulação provocou. A produção dos produtos ficou mais cara (máquinas, matéria-prima, mão-de-obra).

Basicamente A demanda por serviços e produtos foi maior que a oferta destes, resultando a inflação.

Para se ter uma ideia clara, o consumo aumenta cerca de 7% ao ano e a produção apenas 1% (PIB). Em resumo, é assim que acontece: quando as pessoas consomem mais, os produtos ficam menos disponíveis, o que leva ao encarecimento.

Isso forma a chamada espiral inflacionária. É é aí que o cenário se complica, pois uma vez instalada, a inflação adquire autonomia e se autoalimenta pelo efeito em cadeia, um aumento leva a outro e fica muito difícil de controlar.

O Brasil possui um sistema de metas para inflação que foi instituído em junho de 1999 pelo Banco Central (BC). O indicador considerado é o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Para manter o nível de inflação esperado, o governo faz uso da política monetária, por meio da taxa básica de juros, a Selic. Por isso para conter a inflação, aumenta-se a taxa Selic.

A Selic foi o instrumento escolhido pelo governo, pois ela determina o nível de consumo do país, já que a taxa Selic é utilizada nas transações bancárias e, portanto, influencia os juros de todas as operações na economia.

A Selic é utilizada pelos bancos como um parâmetro. A partir dela, as instituições financeiras definem quanto vão cobrar por empréstimos às pessoas e às empresas.

Caso a Selic do país esteja alta, o consumidor tende a comprar menos, porque a prestação de seu financiamento vai ser mais alta. Isso reflete na queda da inflação.

Tenho certeza que este assunto interessa a todos! Compartilhe o post!!!

Continue Mariando!

Última modificação em Quarta, 08 Julho 2015 17:14
Maria Carolina Mattos

Maria Carolina Mattos, formada em Marketing pela Universidade Paulista (UNIP) e MBA Executivo em Finanças pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Analista Financeiro, Blogueira e Empreendedora. Autora do blog Mariando, co-autora do blog Viagempara e fundadora da empresa de alimentos naturais NaturAll, além disso, mãe de uma menina linda de 11 anos ;)

Website.: www.mariando.com.br E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.